Jaguar Land Rover testa tecnologia para evitar enjoo em carro autônomo

Mais de 70% das pessoas sofrem com enjoos em carros autônomos; tecnologia visa controlar a condução do veículo para reduzir a sensação de mal-estar

O tema dos carros autônomos ainda gera polêmica: a quem acredite ser um belo aliado no trânsito do dia a dia, enquanto outros não querem abrir mão de estar no comando do volante. Um problema que já se mostrou recorrente é o enjoo dos passageiros a bordo. Estudos realizados pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostraram que mais de 70% da população mundial é afetada por enjoos causados, na maioria dos casos, pelo fato de os olhos receberem informações diferentes daquelas que ouvidos, pele e corpo estão recebendo – por exemplo, quando você lê um livro com o carro em movimento.

Para sanar esse problema, a Jaguar Land Rover está desenvolvendo um software que pretende reduzir o enjoo por meio do controle de aceleração, frenagem e posição em faixa. Segundo a fabricante, o objetivo é diminuir em até 60% a sensação de mal-estar.

“A mobilidade está se transformando rapidamente e precisamos aproveitar o poder dos carros autônomos para alcançar nossa meta de zero acidente e zero congestionamento. Resolver o problema de enjoo de movimento em carros sem motorista será a chave para desbloquear um potencial enorme dessa tecnologia para os passageiros, que poderão viajar lendo, trabalhando ou relaxando”, diz Dr. Steve Iley, Chief Medical Officer da Jaguar Land Rover Reino Unido.